sexta-feira, 18 de novembro de 2011

RACIONAL X RELIGIÃO

 Penso que para essa questão de religião, existe um tipo de cérebro ( no sentido de entendimento da vida e das coisas) inquieto, racional. São pessoas que querem entender tudo o que se passa a seu redor, tem uma curiosidade em cima de cada tema, digamos assim. E quando essa pessoa que está sempre a procura de uma explicação, dificilmente se torna religiosa. Porque a religião implica em acreditar/aceitar fatos sem qualquer explicação. Tem gente que aceita outra não, ora. E ( para mim) são mundos que não se comunicam, porque quem é religioso não consegue aceitar a vida de forma racional.
 O cérebro que fica procurando na matéria a explicação para certos fatos, não consegue entender de forma alguma, o argumento religioso. Quando se tem um pensamento materialista, você é obrigado a aceitar o pensamento religioso, seja ele qual for, respeitando a outra pessoa com sua forma de ver a vida, porque a ciência não é a única forma de ver o Universo. O que vejo é que os religiosos são muito violentos para com os que não têm religião. E todas as vezes que os religiosos assumiram o poder, mandaram matar os cientistas. Quando você diz que não é religioso, as pessoas te olham como se você fosse imoral, como se você não tivesse respeito para com o outro ou pela vida. 
Por que não existe respeito dos religiosos para com os materialistas, se eu tenho que respeitar todas as coisas, inclusive aquelas que me parecem totalmente sem sentido ? 
Por que eles ( os religiosos), não podem aceitar o nosso mundo sem sentido ? Será que somos ( nós materialistas), criminosos ?

2 comentários:

L. Rafael Nolli disse...

Silvana, belo texto. Parece, as vezes, uma via de mão única: os materialistas, por uma obrigação que não sei onde foi imposta como lei, deve respeitar os religiosos e estes, por sua vez, não precisam repetir esse gesto. Claro que sem generalizar, mas em muitos casos é isso mesmo.
O seu texto? Assino em baixo!

Fernanda Maria Rocha Mesquita disse...

gostei deste texto. tambem penso assim